Notícias

Presidente da FIRS participa da cerimônia de inauguração do Memorial da Imigração Judaica em São Paulo

26.02.2016

O Presidente da FIRS, Zalmir Chwartzmann, esteve reunido com a Diretoria da CONIB e participou, nesta terça-feira(23.02), da cerimônia de inauguração do Memorial da Imigração Judaica, instalado no prédio da sinagoga Kehilat Israel, fundada em 1912 no bairro do Bom Retiro, em São Paulo.

Na cerimônia o rabino David Weitman, respnsável pela sinagoga, citou frase do jornalista Alberto Dines: “A perda de memória no plano individual é inevitável, mas no plano coletivo é imperdoável”.

Entre as peças do acervo, vestimentas, documentos e livros vindos de diversos países. Além de funcionar como memorial, o templo continuará realizando cultos e casamentos. Veja reportagem do programa Antena Paulista, da TV Globo.

“O Brasil recebeu os judeus de braços abertos. Aqui, pudemos praticar nossa fé e tradições. Por outro lado, contribuímos bastante para o país: no comércio, na indústria, na cultura”, disse Márcio Pitliuk, membro do Conselho Consultivo, à rádio Jovem Pan. Ouça.

Ele pede aos membros da comunidade que doem documentos, cartões e outros itens: “`Às vezes, a pessoa recebeu uma carta e guardou por 50 anos. Para ela, é uma carta carinhosa; para o historiador, pode abrir portas”.

A historiadora Maria Luiza Tucci Carneiro é também membro do Conselho Consultivo. Ela conta a história da sinagoga: “Instalada inicialmente em uma residência datada de 1912, acolheu as mais antigas famílias de imigrantes judeus. Em 1954, no mesmo terreno, foi erguido o novo edifício que, hoje restarurado, abriga um dos mais importantes patrimônios restaurados da cidade de São Paulo. O museu dará a conhecer os valores, os rituais e as tradições judaicas, apresentados através de um projeto museológico e expográfico. O projeto prevê um amplo programa pedagógico direcionado para as escolas que queiram conhecer a religião e a cultura judaicas, valorizando a diversidade em meio a um mosaico de culturas trazidos por tantos outros imigrantes que habitam o Bom Retiro”.

“É conhecendo o outro na diversidade que poderemos combater o antissemitismo que, ontem como hoje, se faz pautado pela ignorância ou falta de informação sobre os valores de um povo e sua cultura”, completa.

O Memorial da Imigração abriga também o Centro de Documentação que reúne todos os documentos sobre a história da sinagoga e dos judeus em São Paulo, periodizando a trajetória daqueles que vieram do Leste Europeu.

A entrada é franca. Visitas escolares serão organizadas em breve. Horário de funcionamento: 2ª a 6ª, das 10h às 17h. Endereço: Rua da Graça, 160, no Bom Retiro.

 

Fonte: CONIB

Fotos: Divulgação – Memorial da Imigração Judaica

 

Leia Mais

FIRS participa da Mesa Diretora do Pacto Alegre

A FIRS participou, na última terça-feira (26), de reunião do movimento Pacto Alegre, que visa transformar Porto Alegre em...

Leia mais

29.03.2019

Comunidade Judaica convida estudantes para Feira das Universidades Israelenses

Estudantes de Porto Alegre tem atividade confirmada para ampliação do currículo profissional e acadêmico. No dia 10 de abril,...

Leia mais

29.03.2019

Novo júri de três acusados por ataque a judeus em 2005 é realizado em Porto Alegre

Começou na manhã desta quinta-feira (21) o novo júri de mais três acusados de atacar um grupo de judeus no bairro...

Leia mais

22.03.2019

Federação Israelita do Rio Grande do Sul lamenta atentado à Mesquitas na Nova Zelândia

Com profundo pesar, a Federação Israelita do Rio Grande do Sul manifesta suas condolências aos familiares e vítimas do...

Leia mais

22.03.2019

FIRS recebe secretário de Ciência e Tecnologia

Na manhã de sexta-feira, 15 de março, a diretoria da Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS) recebeu...

Leia mais

22.03.2019