Notícias

Presidente da Argentina encontra-se com sobreviventes do atentado a bomba contra a embaixada de Israel em Buenos Aires em 1992

16.03.2017

Maurício Macri é o primeiro presidente argentino a se encontrar com sobreviventes deste ataque terrorista. Presidentes anteriores encontram-se apenas com familiares das vítimas.

Macri vai receber um grupo de 30 israelenses na sexta-feira pela manhã na residência oficial, antes da cerimônia que marca os 25 anos deste ataque no coração de Buenos Aires. A embaixada destruída foi transformada numa praça memorial que inclui os escombros.

Entre os convidados estarão  Daniel Carmon, embaixador atual de Israel na Índia e Sri Lanka que perdeu sua esposa Eliora, no atentado. O embaixador Yitzhak Shefi, era o líder da delegação israelense em 1992, sobreviveu e estará presente.

Na cerimônia realizada no dia 6 de março em Jerusalém, data do ataque pelo calendário judaico, o primeiro-ministro Bibi Netanyhu acusou novamente o Irã pelo ataque. Leve em consideração que o presidente Carlos Menen, era muçulmano sírio alawita, a mesma facção xiita de Bashar Assad, que luta com unhas e dentes (dos outros) para se manter no poder e praticou uma conversão ao catolicismo para poder se candidatar à presidência argentina, país onde Estado e Igreja não estão separados e apenas católicos podem ser presidentes. No primeiro governo de Menem foi atacada a embaixada de Israel e no segundo, a AMIA.

O que é para causar estranheza da forma como os próprios argentinos veem as vítimas destes ataques como um “assunto judaico” é o fato da notícia do evento de sexta-feira que vem não contemplar os sobreviventes não judeus. Sabe-se exatamente quem foram as vítimas deste ataque de 1992. Entre os mortos, 12 eram cristãos e 9 eram judeus. Das 250 pessoas que restaram feridas a grande maioria não era composta por judeus, apenas os que se encontravam dentro da embaixada. Todas as outras vítimas estavam na rua e nos imóveis defronte à embaixada. Estas vítimas, necessariamente deveriam ser contempladas nesta cerimônia.

 

Fonte: Menorah Brasil

 

Leia Mais

Novo júri de três acusados por ataque a judeus em 2005 é realizado em Porto Alegre

Começou na manhã desta quinta-feira (21) o novo júri de mais três acusados de atacar um grupo de judeus no bairro...

Leia mais

22.03.2019

Federação Israelita do Rio Grande do Sul lamenta atentado à Mesquitas na Nova Zelândia

Com profundo pesar, a Federação Israelita do Rio Grande do Sul manifesta suas condolências aos familiares e vítimas do...

Leia mais

22.03.2019

FIRS recebe secretário de Ciência e Tecnologia

Na manhã de sexta-feira, 15 de março, a diretoria da Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS) recebeu...

Leia mais

22.03.2019

Escritório da Agência Judaica passará a funcionar no prédio da FIRS em 2019

Na última semana, o presidente da FIRS, Sebastian Watenberg e o Diretor Executivo, Eduardo Gross, reuniram-se com o Representante...

Leia mais

22.03.2019

Nota Oficial: Invasões nos cemitérios judaicos de Porto Alegre

A Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS), como forma de prestar esclarecimentos à Comunidade, se manifesta sobre...

Leia mais

11.03.2019