Notícias

Por Uma Cultura de Lembrança

25.01.2019

O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto foi instituído pela ONU em 2005. O dia 27 de janeiro, em 1945, marca a liberação do campo de extermínio nazista Auschwitz-Birkenau. Na resolução, a ONU condena todas as manifestações de intolerância religiosa, incitamento, perseguição ou violência contra pessoas ou comunidades por causa da sua origem étnica ou crença religiosa.

Passados mais de 75 anos desde o Holocausto, como judeus, temos nos preocupado em estabelecer uma cultura de lembrança, em tornar a mensagem universal, e evitar que a barbárie se repita. Contudo, recente estudo da CNN revelou que os estereótipos antissemitas continuam vivos na Europa, e que a memória do Holocausto está se apagando.

O estudo revelou que um terço dos entrevistados sabe muito pouco ou nada sobre a morte de mais de seis milhões de judeus. Ainda, um em cada 20 entrevistados nunca ouviu falar sobre o Holocausto. O antissemitismo tem recrudescido nos últimos anos não apenas ideologicamente, mas por meio de ataques às comunidades judaicas ao redor do mundo, alguns deles com uso de extrema violência e vítimas fatais.

O antissemitismo é uma das mais antigas mazelas e, assim como qualquer intolerância, tem que ser combatido rapidamente, antes que se dissemine. A história nos mostra que o ódio aos judeus sempre se apresentou não como um fim em si mesmo, mas como um dos primeiros sintomas de períodos obscuros.

Sabemos que devemos aprender a respeitar as diferenças e aceitá-las como escolhas válidas e possíveis. E também sabemos que a humanidade não tem tido grande sucesso nessa empreitada. Por isso, a vigília deve ser permanente. Nunca devemos ceder ao mal, não importa o quão sombrias as chances de superá-lo possam parecer. Em vez disso, devemos encontrar nossa força interior, aproveitar o momento, e lutar implacavelmente e com inteligência. Afinal de contas, como nos legou o abolicionista Thoreau, “nunca é tarde para abrirmos mão dos nossos preconceitos”.

 

Sebastian Watenberg

Presidente da Federação Israelita do Rio Grande do Sul

Publicado no jornal Zero Hora (25.01.2019)

Leia Mais

Araújo e Netanyahu acertam detalhes da visita de Bolsonaro a Israel

Convidado pelos Estados Unidos e Polônia, o chanceler brasileiro está em Varsóvia participando de uma conferência sobre o Oriente...

Leia mais

15.02.2019

Reitor da melhor universidade de Israel desembarcou no Brasil para desenvolver programa aeroespacial

O Instituto de Tecnologia de Israel (‎Technion) é uma das principais escolas de formação em Ciência e Tecnologia do mundo....

Leia mais

15.02.2019

“Necessária revisão na relação com Israel” – Ney Carvalho (O Globo)

A vinda de Benjamin Netanyahu à posse de Jair Bolsonaro e sua posterior condecoração com a Ordem do Cruzeiro...

Leia mais

15.02.2019

Conheça as startups mais valiosas de Israel

Israel ganhou fama de ser um oásis da tecnologia e passou a ter visibilidade graças ao empreendedorismo de sucesso...

Leia mais

15.02.2019

Quem é Davi Alcolumbre, o 1º judeu presidente do Senado?

O Senado elegeu neste sábado (2), o parlamentar Davi Alcolumbre (DEM-AP) como presidente. Ele obteve 42 dos 77 votos,...

Leia mais

08.02.2019