Notícias

Nota de Repúdio da FIRS ao texto publicado pelo PSOL sobre Shimon Peres

14.10.2016

A Federação Israelita do Rio Grande do Sul – FIRS, representante da Comunidade Judaica Gaúcha, expressa sua indignação pela publicação, no dia 9 de outubro, do texto “Shimon Peres – Morreu o genocida prêmio Nobel da Paz” (http://bit.ly/2dMySTS), no site da CST – Corrente Socialista dos Trabalhadores, baseado no Rio de Janeiro, grupo que faz parte do quadro político do PSOL – Partido Socialismo e Liberdade.

O texto, além de mentiroso, difamatório e maniqueísta, incita o ódio ao Estado de Israel, ao Sionismo e, por consequência, ofende a todo o Povo Judeu, sua história de perseguições, sua luta pela autodeterminação e o direito de retorno para sua terra ancestral.

Mesmo respeitando a democracia, a pluralidade de ideias e a liberdade de expressão, é inadmissível tolerar uma manifestação de conteúdo racista, antissemita e torpe vinda de um órgão constituído e reconhecido por um partido político brasileiro.

Posturas como essa ferem não só a constituição de nosso país, mas também contribuem para a desinformação do publico e não colaboram, em nada, para uma solução pacífica do conflito. Pelo contrario, o texto da CST corrobora com a ideia de um novo Holocausto e da extinção do Estado de Israel. As lideranças políticas que se calam diante deste tipo de discurso são diretamente responsáveis pela manutenção do preconceito com consequências potencialmente nefastas em nossa sociedade.

Infelizmente o assunto não é novo. O CST e sua liderança é reincidente e o assunto já foi motivo de conversa, há pouco tempo, entre a FIRS e Luciana Genro, candidata à Prefeitura de Porto Alegre nas últimas eleições e uma das principais líderes do partido em nível nacional.

Desta forma, a FIRS, se irmana à Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro, à CONIB e demais federadas, pedindo à Direção Nacional do PSOL medidas severas frente a este disparate político e seus perpetradores, que através de seus posicionamentos xenófobos e violentos, não trazem nada de positivo, nem para o partido, muito menos para a sociedade brasileira.

Nota da FIERJ sobre o caso:

Não ficaremos calados nem impassíveis

A FIERJ, representante máxima da comunidade judaica do Estado do Rio de Janeiro, expressa aqui sua profunda revolta com o texto “Shimon Peres – Morreu o genocida prêmio Nobel da Paz”, publicado dia 09/10 no site da CST, um dos grupos que compõem o PSOL (http://bit.ly/2dMySTS).

Poucas vezes se viu em um texto tão curto uma quantidade tão grande de mentiras e ódio. A bile que pinga de suas linhas é comparável apenas à das publicações nazistas dos anos 1930.

Engana-se quem diz que ele reflete somente as posições desta corrente do PSOL, visto que as mesmas mentiras e o mesmo ódio ao Estado Judeu estão presentes em diversos textos publicados no próprio site oficial do partido.

Seus autores e aqueles que os apoiam e os toleram odeiam Israel não pelo que fez, faz ou deixa de fazer, mas sim pelo que é: um estado judeu, soberano, democrático, pluralista e forte o suficiente para defender-se de seus inimigos.

Para eles, a solução para o conflito entre israelenses e palestinos não é um acordo de paz, como defendido até seus últimos dias pelo falecido líder Shimon Peres. É a pura e simples eliminação de Israel.

Não ficaremos calados nem impassíveis diante deste tipo de agressão a um país amigo do Brasil. Exigimos que a Direção Nacional do PSOL, assim como o candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro Marcelo Freixo, desautorizem publica e oficialmente este texto e o retirem-no do ar imediatamente.

Nós, judeus do Rio de Janeiro, somos poucos e temos opiniões divergentes em diversos temas. Mas sabemos nos unir quando somos violentamente atacados, seja por ações ou palavras. Utilizaremos todos os meios ao nosso alcance para demonstrar nosso repúdio, especialmente nosso voto no próximo dia 30.

Paulo Maltz – Presidente

FIERJ – Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro

Leia Mais

Araújo e Netanyahu acertam detalhes da visita de Bolsonaro a Israel

Convidado pelos Estados Unidos e Polônia, o chanceler brasileiro está em Varsóvia participando de uma conferência sobre o Oriente...

Leia mais

15.02.2019

Reitor da melhor universidade de Israel desembarcou no Brasil para desenvolver programa aeroespacial

O Instituto de Tecnologia de Israel (‎Technion) é uma das principais escolas de formação em Ciência e Tecnologia do mundo....

Leia mais

15.02.2019

“Necessária revisão na relação com Israel” – Ney Carvalho (O Globo)

A vinda de Benjamin Netanyahu à posse de Jair Bolsonaro e sua posterior condecoração com a Ordem do Cruzeiro...

Leia mais

15.02.2019

Conheça as startups mais valiosas de Israel

Israel ganhou fama de ser um oásis da tecnologia e passou a ter visibilidade graças ao empreendedorismo de sucesso...

Leia mais

15.02.2019

Quem é Davi Alcolumbre, o 1º judeu presidente do Senado?

O Senado elegeu neste sábado (2), o parlamentar Davi Alcolumbre (DEM-AP) como presidente. Ele obteve 42 dos 77 votos,...

Leia mais

08.02.2019