Notícias

Nikki Haley: Quem é a mulher que desafiou o status quo anti-israel na ONU?

24.02.2017

Nimrata “Nikki” Randhawa Haley, nascida em 20 de janeiro de 1972, é filiada ao Partido Republicano e vinha atuando como Governadora do Estado da Carolina do Sul   desde 2011. Também foi membro da Câmara dos Representantes deste estado entre em 2005, pelo 87º distrito.

Haley foi a primeira mulher a governar a Carolina do Sul e a segunda indo-americana, depois do também Republicano Bobby Jindal, a governar um estado americano. Haley foi responsável pela resposta republicana ao então Presidente Barak Obama no Discurso sobre o Estado da União de 2016, sendo no mesmo ano nomeada pela revista Time como uma das “100 Pessoas Mais Influentes”.

A atual Representante Permanente dos EUA na ONU é filha de imigrantes Indianos da Etnia Sikh. Desde criança, foi apelidada de “Nikki”, que significa “pequena”. Seus pais, Ajit Singh Randhawa e Raj Kaur Randhawa, migraram da India, onde seu pai havia lecionado na Universidade Rural do Punjab e sua mãe havia graduado-se na Universidade de Délhi. A família chegou primeiramente no Canadá quando seu pai recebeu uma oferta de bolsa de estudo da Universidade da Colúmbia Britânica Após a graduação, em 1969, a família mudou-se para a Carolina do Sul, onde ele passou a lecionar no Voorhees College. Sua mãe, Raj Randhawa, adquiriu um bacharelato em educação antes de fundar a exposição de moda “Exotica International” em 1976.

Haley praticou o Sikhismo durante anos, inclusive seu casamento com Michel Haley em 1966 foi um misto de cerimônias sikh e metodista. Haley converteu-se ao Cristianismopouco tempo após seu casamento e atualmente é membro da Igreja Metodista Unida.

A governadora é a terceira mulher consecutiva a representar os Estados Unidos na ONU, depois de Susan Rice e Samantha Power, atual ocupante do cargo. Haley, no entanto, difere de suas antecessoras pela falta de experiência anterior com política externa. A sua candidatura recebeu apoio de 96 senadores, enquanto quatro votaram contra.

Haley foi a primeira mulher a integrar o governo do Trump quando foi indicada pelo então candidato em novembro do ano passado durante a campanha eleitoral. A governadora apoiou o senador Marco Rubio durante as primárias republicanas e, em seguida, apoiou a indicação do senador Ted Cruz.

Seu juramento de posse como Representante Permanente dos EUA na ONU foi realizado no dia 25 de janeiro e ela foi recebida pelo Secretário Geral Antonio Guterres dois dias depois na sede da organização em Nova Iorque. Haley, que sempre se posicionou como defensora de Israel, surpreendeu, na última quarta-feira(22.02), em sua primeira coletiva de imprensa como embaixadora após participar de uma reunião do Conselho de Segurança sobre o Oriente Médio. Confira o discurso abaixo.

Leia Mais

FIRS participa da Mesa Diretora do Pacto Alegre

A FIRS participou, na última terça-feira (26), de reunião do movimento Pacto Alegre, que visa transformar Porto Alegre em...

Leia mais

29.03.2019

Comunidade Judaica convida estudantes para Feira das Universidades Israelenses

Estudantes de Porto Alegre tem atividade confirmada para ampliação do currículo profissional e acadêmico. No dia 10 de abril,...

Leia mais

29.03.2019

Novo júri de três acusados por ataque a judeus em 2005 é realizado em Porto Alegre

Começou na manhã desta quinta-feira (21) o novo júri de mais três acusados de atacar um grupo de judeus no bairro...

Leia mais

22.03.2019

Federação Israelita do Rio Grande do Sul lamenta atentado à Mesquitas na Nova Zelândia

Com profundo pesar, a Federação Israelita do Rio Grande do Sul manifesta suas condolências aos familiares e vítimas do...

Leia mais

22.03.2019

FIRS recebe secretário de Ciência e Tecnologia

Na manhã de sexta-feira, 15 de março, a diretoria da Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS) recebeu...

Leia mais

22.03.2019