Blogs

Leniza Kautz Menda

Grupo de Leitura da WIZO, uma experiência instigante

04.12.2015

Há alguns anos, não lembro bem quando, iniciamos o Grupo de Leitura da WIZO. Um time formado por mulheres ativistas e por poucos membros do sexo masculino, reúnem-se, de dois em dois meses, para debater um livro de tema judaico ou não judaico previamente indicado e lido pelos participantes. Sempre convidamos um mediador (a) para debater o livro e incentivar a discussão.

Nomes importantes de nossa comunidade e outros de fora dela participaram e têm participado voluntariamente das mediações, entre os quais os escritores Michel Laub, Rafael Ban Jacobsen, Cíntia Moscovitch, Felipe Raskin e Celso Gutfreind. Os professores Ketty Nahum, Maria Fernanda Rivadera Guerrero, Antônio Carlos Cortês, Maria do Carmo Campos Gross e Pedro Gonzaga também nos brindaram com suas belas participações. A eles devemos um agradecimento especial.

No último Grupo de Leitura, realizado em 03 de dezembro de 2015, a discussão girou em torno do livro “Sete anos bons”, do jovem escritor e cineasta israelense Etgar Keret. Ao invés de convidarmos um mediador, cada participante escolheu um conto e expôs um breve sumário sobre o mesmo, acrescentando sua opinião e seu ponto de vista crítico. Saímos extremamente gratificados desse encontro, visto que, além da leitura do conto escolhido por cada um, a maioria fez pesquisas na Internet, em livros , em jornais e sites para enriquecer seus comentários.

“Sete anos bons” é uma coletânea de 36 pequenos contos que retratam, de forma irônica, sensível e humorística, a vida israelense contemporânea sob a ótica de Etgar Keret. No livro há uma mescla dos conflitos pessoais do autor bem como a exposição das mazelas da sociedade israelense, entre as quais o lançamento contínuo dos foguetes e a ameaça à vida diária, o conflito dos pais em relação à obrigatoriedade do exército, a ortodoxia da irmã do autor que, a partir de sua opção religiosa, passa a ser considerada a “pranteada”, o nascimento de Lev, seu primeiro filho, em meio a um ataque terrorista e a mescla de conflitos entre o estado laico e o religioso.

O autor faz uso do humor como um jogo que integra alegria e tristeza, comédia e tragédia. O humano resulta da comicidade mesclada com a seriedade.

Tivemos, ao final de 2015, uma experiência muito instigante, visto que os participantes puderam debater, trocar idéias, identificar-se com os personagens “etkerianos”, rir e chorar diante das pequenas tragédias da vida cotidiana israelense.

O Grupo de Leitura da WIZO é uma experiência coletiva que nos auxilia a compartilhar idéias, aceitar opiniões diferentes, conviver com os personagens dos livros, aprender com suas paixões e infortúnios, reportarmo-nos a outras épocas e locais, enfim, compreender melhor o mundo que nos rodeia. A leitura nos humaniza e permite o surgimento da empatia, tão essencial neste mundo conturbado em que vivemos.

Estão todos convidados a fazer parte desse grupo em 2016!

7 anos bons

Ilustração: Idel Menda

1 Comentário a Grupo de Leitura da WIZO, uma experiência instigante

  1. 6 de dezembro de 2015 at 07:39 | Permalink

    Yes! Finally something about sdf.

Deixe um Comentário

Outros Artigos de Leniza Kautz Menda

Sabina Berman , uma escritora judia mexicana

06.03.2017

Sabina Berman, uma escritora judia mexicana, escreveu, entre outros livros, o excelente “ La mujer que buceó dentro del...

O Tribunal da Quinta- Feira

23.12.2016

O livro de Michel Laub, “ O Tribunal da Quinta-Feira, nos surpreende pela atualidade de seus temas, entre os...

Rindo do Trágico: o humor na literatura israelense contemporânea

03.11.2016

Segundo Amós Oz: “ Comédia e tragédia são duas janelas para ver a mesma realidade”. Um dia, elas se...

Sholem Aleichem: o Escritor do Povo Judeu

19.09.2016

No dia 13 de maio deste ano ocorreu o centenário de morte do famoso escritor Solomon Rabinovitch, mundialmente conhecido...

De Amor e Trevas, o filme

16.05.2016

O filme, baseado na obra de Amós Oz, transporta para a tela do cinema momentos significativos da autobiografia desse...