Notícias

Estado de Israel receberá homenagem da Câmara de Vereadores de Porto Alegre

05.05.2017

A passagem dos 69 anos de criação do Estado de Israel ganhará homenagem da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. A sessão solene proposta pelo vereador Valter Nalgestein é aberta ao público e contará com as presenças do presidente da CONIB, Fernando Lottenberg e da Representante da Agência Judaica no brasil, Revital Poleg, além da Diretoria da FIRS e representantes da comunidade judaica do Estado.

A sessão solene que comemora os 69 anos da criação do Estado de Israel acontece no dia 09/05 – terça-feira, às 19h, no Plenário Otávio Rocha – Av. loureiro da Silva, 255.

“Em tempos de recrudescimento do antissemitismo travestido de antissionismo, de campanhas contra Israel na UNESCO e na ONU, homenagens como essa que destacam os diversos aspectos positivos do Estado de Israel são momentos muito importantes para a comunidade judaica” afirma o presidente da FIRS, Zalmir Chwartzmann.

O Estado de Israel foi proclamado no dia 14 de maio de 1948, de acordo com o plano de partilha da ONU de 1947. Menos de 24 horas depois, os exércitos regulares do Egito, Jordânia, Síria, Líbano e Iraque invadiram o país, forçando Israel a defender a soberania que acabara de reconquistar em sua pátria ancestral. Nesta luta – conhecida como a Guerra de Independência de Israel – as recém-formadas Forças de Defesa de Israel (FDI), pobremente equipadas, rechaçaram os invasores em lutas ferozes e intermitentes, que se prolongaram por 15 meses, e custou a vida de 6.000 israelenses (quase 1% da população judaica no país na época).

No transcurso dos primeiros meses de 1949, realizaram-se negociações diretas, sob os auspícios da ONU, entre Israel e cada um dos países invasores (exceto o Iraque, que se recusou a negociar com Israel até hoje); o resultado foi a assinatura de acordos de armistício, que refletiam as posições no final dos combates. Em conseqüência, a planície costeira, a Galiléia e todo o Neguev ficaram sob soberania israelense, a Judéia e a Samaria (a Margem Ocidental) ficaram sob o domínio da Jordânia e a Faixa de Gaza, sob administração egípcia; a cidade de Jerusalém ficou dividida, cabendo à Jordânia o controle da parte oriental, inclusive a Cidade Velha, e a Israel, o setor ocidental da cidade.

Leia Mais

Araújo e Netanyahu acertam detalhes da visita de Bolsonaro a Israel

Convidado pelos Estados Unidos e Polônia, o chanceler brasileiro está em Varsóvia participando de uma conferência sobre o Oriente...

Leia mais

15.02.2019

Reitor da melhor universidade de Israel desembarcou no Brasil para desenvolver programa aeroespacial

O Instituto de Tecnologia de Israel (‎Technion) é uma das principais escolas de formação em Ciência e Tecnologia do mundo....

Leia mais

15.02.2019

“Necessária revisão na relação com Israel” – Ney Carvalho (O Globo)

A vinda de Benjamin Netanyahu à posse de Jair Bolsonaro e sua posterior condecoração com a Ordem do Cruzeiro...

Leia mais

15.02.2019

Conheça as startups mais valiosas de Israel

Israel ganhou fama de ser um oásis da tecnologia e passou a ter visibilidade graças ao empreendedorismo de sucesso...

Leia mais

15.02.2019

Quem é Davi Alcolumbre, o 1º judeu presidente do Senado?

O Senado elegeu neste sábado (2), o parlamentar Davi Alcolumbre (DEM-AP) como presidente. Ele obteve 42 dos 77 votos,...

Leia mais

08.02.2019