Notícias

Conib se manifesta sobre recentes medidas do Governo de Israel

03.07.2017

A Conib lamenta a recente decisão do governo israelense, que suspendeu na semana passada as negociações para a possibilidade de homens e mulheres rezarem juntos em uma parte do Kotel (‘Muro das Lamentações’), em Jerusalém.

A medida fortalece apenas uma corrente do judaísmo, em detrimento das demais, que também proclamam de forma vibrante a força cultural da nossa tradição.

A diversidade e o pluralismo são uma característica do povo judeu, em Israel e na diáspora. Ao longo dos séculos, nossos sábios, pensadores, lideres exercitaram com muita propriedade a virtude do diálogo. Discordavam, divergiam, mas buscavam a união em torno dos interesses coletivos.

Infelizmente, o gabinete israelense desconsiderou o que tinha sido acordado com a Agência Judaica em 2016, após alguns anos de negociação entre diversos setores religiosos e da sociedade civil. A ideia de ‘um muro para um povo’ (“one wall for one people”), nas palavras do próprio primeiro-ministro, foram esquecidas. No ano passado, esse tema foi tratado por nós com Nathan Sharansky, presidente da Agência Judaica, que nos atualizou sobre o andamento das negociações e se colocou de forma otimista a respeito da possibilidade de alcançar-se um entendimento aceitável para as partes envolvidas.

Além disso, foi concedido ao rabinato o monopólio sobre as conversões ao judaísmo. Ainda que a medida não se aplique, por ora, às conversões efetuadas fora de Israel, existe o receio de que venha a colocar em dúvida a validade das conversões feitas pelas demais linhas religiosas, que representam boa parte da população da diáspora.

A Conib foi fundada em 1948, atuando com base nos princípios de paz, democracia, combate à intolerância e ao terrorismo, justiça social e diálogo inter-religioso.

As decisões tomadas em Israel inspiram e impactam nossas comunidades. Nosso destino coletivo como etnia, civilização, povo e comunidade, afinal, é um só.

Saibamos lidar com os desafios do mundo contemporâneo pois, do contrário, corremos o risco de perder relevância para as novas gerações.

Uma versão em inglês deste texto foi enviada ao embaixador de Israel, Yossi Shelley, que a encaminhará ao Governo de Israel.

 

Fonte: CONIB

Leia Mais

FIRS participa da Mesa Diretora do Pacto Alegre

A FIRS participou, na última terça-feira (26), de reunião do movimento Pacto Alegre, que visa transformar Porto Alegre em...

Leia mais

29.03.2019

Comunidade Judaica convida estudantes para Feira das Universidades Israelenses

Estudantes de Porto Alegre tem atividade confirmada para ampliação do currículo profissional e acadêmico. No dia 10 de abril,...

Leia mais

29.03.2019

Novo júri de três acusados por ataque a judeus em 2005 é realizado em Porto Alegre

Começou na manhã desta quinta-feira (21) o novo júri de mais três acusados de atacar um grupo de judeus no bairro...

Leia mais

22.03.2019

Federação Israelita do Rio Grande do Sul lamenta atentado à Mesquitas na Nova Zelândia

Com profundo pesar, a Federação Israelita do Rio Grande do Sul manifesta suas condolências aos familiares e vítimas do...

Leia mais

22.03.2019

FIRS recebe secretário de Ciência e Tecnologia

Na manhã de sexta-feira, 15 de março, a diretoria da Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS) recebeu...

Leia mais

22.03.2019