Notícias

OAB entrega pedido de abertura de CPI da Segurança Pública à presidência da ALRS

09.11.2016

Com a força de mais de sete mil assinaturas colhidas pela Ordem gaúcha e o apoio de 150 entidades da sociedade civil, o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, entregou hoje à presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Silvana Covatti, o pedido de abertura da CPI da Segurança Pública que conta com seis pontos essenciais para serem elucidados. A OAB/RS já conta com apoio de 12 parlamentares. Nesta quarta-feira (09), Breier irá colher mais assinaturas de deputados.

Ao entregar o documento, Breier frisou que o pedido da CPI é uma movimentação social e não política. “A OAB/RS, como obrigação constitucional da defesa da cidadania, veio até a casa do povo pedir para recuperar a ordem pública, o norte da segurança pública”, falou. “É uma discussão importante dentro da sociedade civil. Nós acreditamos na CPI, esse instrumento democrático e de poder desta casa, atendendo demandas importantes das questões sociais”, afirmou.

“Tentamos dialogar com o Governo do Estado, mas as portas não foram abertas. Tentamos alertar sobre as instituições enfraquecidas e sobre os índices de violência cada vez mais altos na capital e no interior”, explicou. “Por isso, trazemos aqui o anseio de mais de sete mil gaúchos que assinaram, representando os outros 11 milhões”, concluiu.

Para Silvana, o atual cenário da insegurança pública no Estado é grave. “Sou sensível também a isso. Fico feliz em abrir a porta para a OAB e recebê-los. Essa casa é a ressonância dos anseios da sociedade. Vamos encaminhar para as nossas bancadas e lideranças, para o corpo democrático desta casa, para que os trâmites tenham andamento”, afirmou.

O intuito da CPI é investigar o destino dos recursos de Segurança Pública e eventuais ações indevidas ou omissas pelo Estado. No documento entregue aos deputados, a OAB/RS apresenta os dados dos registros de homicídios no Estado, apontando a alta de 34,8% no número de latrocínios (roubo seguido de morte) e o crescimento de organizações criminosas e tráfico de drogas somente no primeiro semestre deste ano, além da falta de medidas-políticas eficazes realizadas pelo governo.

Ao longo das últimas duas semanas, a OAB/RS vem coletando assinaturas da cidadania em apoio à iniciativa. Além da modalidade on-line, foram realizados eventos no Parque da Redenção e na Esquina Democrática em Porto Alegre. No total, sete mil pessoas aderiram ao movimento, exigindo solução para a insegurança, por meio da investigação do destino dos recursos de Segurança Pública e eventuais ações indevidas ou omissas pelo Estado.

Confira os principais pontos do requerimento da CPI:

a)           Que sejam identificados e avaliados os planos dos governos, atuais e anteriores, relativos à violência e à Segurança Pública, os custos de sua implementação, a alocação de recursos orçamentários, os resultados obtidos e as conclusões acerca dos benefícios trazidos pela sua aplicação, bem como seja realizada uma análise dos altos índices de violência, especialmente nos últimos anos e na atualidade;

b)           Que sejam apurados se foram devidamente utilizados os recursos destinados ao aprimoramento das Casas Prisionais no Estado e se existem projetos vinculados a esse tema com recursos disponíveis;

c)           Que sejam apuradas quais as políticas de investimento junto aos complexos diretamente ligados à Segurança Pública em geral, como Delegacias, Presídios, Penitenciárias, Quartéis e Postos de Atendimento;

d)           Que seja examinada a existência de um plano preventivo na reposição de funcionários públicos que atuam na área da Segurança Pública (Brigada Militar, Polícia Civil e SUSEPE);

e)           Que seja apurado se existem políticas preventivas e se o Estado vem cumprindo o dever de gestionar minimamente sobre Segurança Pública;

f)            Que seja avaliada a implantação legal de uma política de Estado no tema da Segurança Pública, em caráter permanente.

Presenças:

Também estiveram presentes o vice-presidente da OAB/RS, Luiz Eduardo Amaro Pellizzer; o secretário-geral da OAB/RS, Rafael Canterji; a secretária-geral adjunta, Maria Cristina Carrion Vidal de Oliveira; o vice-presidente da CAA/RS, Pedro Alfonsin; o ex-presidente da OAB/RS e atual vice-presidente da FIRS, Luiz Carlos Levenzon; o presidente da Comissão da Criança e do Adolescente, Carlos Kremer; os conselheiros seccionais Armando Perin, César Peres, Rodrigo Cassol, José Horácio Gatiboni, Camile Eltz, Igor Danelevicz, Kalin Cogo e Marçal dos Santos Diogo; o presidente da AGETRA, Denis Einloft; o presidente da Federação Israelita do RS, Zalmir Chwartzmann; e os representantes da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar e Bombeiros; da FEDERASUL; do Fórum dos Conselhos; do Conselho Regional de Contabilidade; do Conselho Regional de Administração; do Conselho Regional dos Representantes Comerciais; do Conselho Regional de Educação Física; do Sindicato dos Advogados do RS; do Sindicato Servidores Civis da Brigada Militar; da Associação Beneficente Antônio Mendes Filho; e da Associação de Bombeiros do Estado do Rio Grande do Sul.

 

Fonte: OAB/RS

Leia Mais

FIRS participa da Mesa Diretora do Pacto Alegre

A FIRS participou, na última terça-feira (26), de reunião do movimento Pacto Alegre, que visa transformar Porto Alegre em...

Leia mais

29.03.2019

Comunidade Judaica convida estudantes para Feira das Universidades Israelenses

Estudantes de Porto Alegre tem atividade confirmada para ampliação do currículo profissional e acadêmico. No dia 10 de abril,...

Leia mais

29.03.2019

Novo júri de três acusados por ataque a judeus em 2005 é realizado em Porto Alegre

Começou na manhã desta quinta-feira (21) o novo júri de mais três acusados de atacar um grupo de judeus no bairro...

Leia mais

22.03.2019

Federação Israelita do Rio Grande do Sul lamenta atentado à Mesquitas na Nova Zelândia

Com profundo pesar, a Federação Israelita do Rio Grande do Sul manifesta suas condolências aos familiares e vítimas do...

Leia mais

22.03.2019

FIRS recebe secretário de Ciência e Tecnologia

Na manhã de sexta-feira, 15 de março, a diretoria da Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS) recebeu...

Leia mais

22.03.2019