Notícias

Amazon suspende a venda de livros que negam o Holocausto

16.03.2017

A Amazon decidiu suspender a venda de diversos títulos que negam o Holocausto, depois que o Congresso Judaico Mundial os denunciou diversas vezes, desde 2013, por violar as regras da empresa, que proíbem a comercialização de obras que “promovam ou glorifiquem o ódio”.

Em carta a Jeff Bezos, CEO da Amazon, o Congresso Judaico Mundial oferece ajuda para identificar obras que tenham conteúdo ofensivo similar.

“Em nome das mais de 100 comunidades judaicas afiliadas ao Congresso Judaico Mundial, quero agradecer a você e à equipe da Amazon por terem removido vários livros que negam o Holocausto, a respeito dos quais nossa organização vêm chamando sua atenção”, escreveu Robert Singer, CEO da entidade, na carta.

“É encorajador saber que a Amazon está se esforçando para impor seus próprios padrões e diretrizes, que proíbem a venda de material que promova ou glorifique o ódio, a violência, a intolerância racial, sexual ou religiosa”, completou.

No Reino Unido, a Amazon retirou três livros de sua loja online. O Conselho de Deputados, o órgão de “proteção” dos judeus britânicos, pediu a livraria que retirasse os livros alegando serem “altamente inapropriados para uma livraria respeitável”.

Os três títulos censurados foram: “Holocausto: A maior mentira jamais contada”, de Eleanor Wittakers; “O embuste do século XX: o caso contra o presumível extermínio dos judeus europeus”, de Arthur R. Butz e “Seis milhões realmente morreram?”, de Richard Harwood.

Leia Mais

Araújo e Netanyahu acertam detalhes da visita de Bolsonaro a Israel

Convidado pelos Estados Unidos e Polônia, o chanceler brasileiro está em Varsóvia participando de uma conferência sobre o Oriente...

Leia mais

15.02.2019

Reitor da melhor universidade de Israel desembarcou no Brasil para desenvolver programa aeroespacial

O Instituto de Tecnologia de Israel (‎Technion) é uma das principais escolas de formação em Ciência e Tecnologia do mundo....

Leia mais

15.02.2019

“Necessária revisão na relação com Israel” – Ney Carvalho (O Globo)

A vinda de Benjamin Netanyahu à posse de Jair Bolsonaro e sua posterior condecoração com a Ordem do Cruzeiro...

Leia mais

15.02.2019

Conheça as startups mais valiosas de Israel

Israel ganhou fama de ser um oásis da tecnologia e passou a ter visibilidade graças ao empreendedorismo de sucesso...

Leia mais

15.02.2019

Quem é Davi Alcolumbre, o 1º judeu presidente do Senado?

O Senado elegeu neste sábado (2), o parlamentar Davi Alcolumbre (DEM-AP) como presidente. Ele obteve 42 dos 77 votos,...

Leia mais

08.02.2019