Blogs

Rafael Korman

Possui graduação em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010) e mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015). Tem experiência na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Educação em Engenharia – reforma curricular do ensino de engenharia, atuando principalmente nos seguintes temas: capacitação docente, administração de projetos e educação em engenharia. É sócio fundador da Autonomia Soluções em Educação, uma organização que, desde 2011, ajuda a promover o desenvolvimento da autonomia no aprendizado, já tendo atuado em mais de 100 instituições de ensino de educação básica, públicas e privadas (acumula mais de 500 horas de atividades, voltadas a educadores, pais e alunos, com um público acumulado de cerca de 20.000 pessoas). Autor do livro “Projetos para Escolas na Prática”, atua como Gerente de Processos Organizacionais no Colégio Israelita Brasileiro de Porto Alegre.

Olhar pro céu

22.07.2016

O céu costuma ser um lugar bem procurado para encontrar as mais diversas respostas da vida. Quando estamos fragilizados ou quando nada mais lógico parece adiantar, aí então é pra lá que apontamos nossas esperanças.

Existem muitas formas de manifestar sentimentos. Cada um pode/deve encontrar sua forma preferida. A arte é uma boa forma de fazer isso e, no meu caso, é por meio da poesia que consigo dialogar com minha própria alma. Não me considero músico nem poeta, mas a música e meu amigo violão, principalmente, me acompanham em diversas atividades de descontração e até de trabalho. Às vezes, sinto que qualquer texto que se tente elaborar não é capaz de traduzir o que em forma de arte de pode fazer.

Assim, deixo aqui como reflexão uma poesia/canção que leva o título desse texto, também. A interpretação é livre. Shabat shalom.

Olhar pro céu

Ai meu Deus que agonia dá
Não pareceu que a vida ia ser tão sofrida
A gente sabe onde quer chegar
Mas não que ia demorar pra ver a saída

Se a gente pede e recebe, reclama
Que nem havia tido tempo pra assimilar
Se passa o dia inteiro na cama
Tá perdendo muito tempo, levanta e vai lá

Vai lá e vê
E volta várias vezes, veja você
Sem mais, pra quê?
Olhar pro céu não faz parar de chover

Mas me ensina como é que se para
Esse ponteiro que insiste em correr de nós
Só pra sentir mais o vento na cara
E permitir com minha alma ficar a sós

A gente tem que ficar satisfeito
Porque temos a chance de fazer o que dá
Enquanto houver um desejo no peito
Que impulsiona o nosso sonho, levanta e vai lá

Vai lá e vê
E volta várias vezes, veja você
Sem mais, porque
Olhar pro céu é a razão de viver

Olhar pro céu

Olhar pro céu

Deixe um Comentário

Outros Artigos de Rafael Korman

Como você quer o seu projeto?

18.07.2016

Todo mundo se queixa de quem vem de fora e dá “pitaco” sem entender do assunto. Qualquer um é...

Comunidade é o que está dentro de nós

08.07.2016

Não se pode dizer que, de uma hora para outra, caí de paraquedas nesse blog. Há doze anos, desde...