Notícias

Kadima está de “casa nova”

20.07.2017

A Fundação Israelita Brasileira de Arte e Cultura Kadima inaugurou, na última segunda-feira(17.07), sua nova sede situada nas dependências do Centro Israelita Portoalegrense.

Uma cerimônia de colocação da Mezuzá – símbolo religioso que é colocado no umbral da porta identificando como sítio judaico; realizada pelo Rabino marcos Perelmuter, reuniu dançarinos, ex-dançarinos, diretores e representantes de entidades da comunidade judaica.

A mudança estreita, ainda mais, a relação entre a fundação e a sinagoga, local que abriga os ensaios da Leakat Kadima há muitos anos. Para a presidente do Kadima, Denise Turkienicz, a nova etapa é um marco na relação interinstitucional da entidade que, por trabalhar com a divulgação da cultura e valores do Judaísmo, não podia estar em lugar melhor, pois refletirá, além da dança, em projetos conjuntos de Tzedaká, identidades judaica e educação. “Estamos muito felizes nesta noite por recebemos oficialmente as boas vindas da diretoria do Centro Israelita Portoalegrense, com a presença dos dançarinos, diretores das duas instituições e amigos. Colocamos a Mezuzá e assim, com muito entusiasmo, seguimos em frente. ‘Avante’ Kadima”, declarou Denise.

Para o Rabino Perelmuter, a presença da fundação trará mais vida judaica para a sinagoga e estimulará as novas gerações na transmissão de nossa cultura, ainda mais . No Kabalat Shabat desta sexta-feira(21.07), será feita uma prece especial em homenagem à instituição, ao grupo de dança, seus componentes, familiares e amigos.

Projetos unindo as duas instituições já estão sendo elaborados. O próximo Festival Darom de Dança Israeli, que será realizado nos dias 16 e 17 de setembro no Teatro do CIEE em Porto Alegre, terá como tema de seus espetáculos o Centenário da fundação do Centro Israelita, comemorado este  ano.

Sobre o Kadima

Desde a sua criação, em 1979, o Grupo de Danças Kadima reúne em torno da linguagem da dança folclórica israeli, jovens dançarinos que interpretam e transmitem o folclore judaico. O grupo busca transmitir e preservar, através da dança, os valores, costumes, cultura e tradições judaicas. Ao longo de sua existência, o Kadima conquistou prêmios regionais e nacionais, percorreu o Brasil e países latino-americanos e já mostrou, em Israel, em algumas oportunidades, o alto nível de suas coreografias. Vibrante, colorida e cheia de energia – assim é a dança israeli, fruto de infinitas fontes e influências. O Kadima traduz essa história em suas apresentações, cenários e figurinos. Seus shows vêm produzindo a admiração de milhares de pessoas ao longo do tempo.

 

Leia Mais

Comissão da Câmara dos Deputados aprova direito do aluno se ausentar de prova por motivo religioso

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou proposta que regulamenta a aplicação...

Leia mais

07.12.2018

Sobreviventes do Holocausto celebram Chanucá pelo mundo

Em noite especial da tradicional festa das luzes, sobreviventes do genocídio homenageiam os cerca de 6 milhões de judeus...

Leia mais

07.12.2018

Bolsonaro recebe embaixador de Israel na Granja do Torto

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, recebeu integrantes da sua equipe e o embaixador de Israel, Yossi Shelley, na Granja...

Leia mais

30.11.2018

Nelson Sirotsky e Letícia Wierzchowski fazem tarde de autógrafos de seu livro no auditório da FIRS

*por Marili Scliar Buchalter   No entardecer do dia 26 de novembro, no auditório da FIRS, o Departamento Cultural...

Leia mais

30.11.2018

FIRS participa da 49ª Convenção da CONIB

A Conib realizou, entre os dias de 23 a 25 de novembro em São Paulo, sua 49ª Convenção Anual, com...

Leia mais

30.11.2018